Esqueci o que ia escrever,
mas se fosse pra falar de amor,
escreveria pra você.
—  Dan. 
Sou quem te cuida mesmo de longe, quem te protege mesmo ausente.
Eu tenho apenas 18 anos e parece que já vivi mais de 1 século. Coisas que eu fazia na minha criancice hoje em dia não se vê mais. Eu gostava de brincar na rua até machucar, e mesmo depois de machucar continuar a brincar. Era algo bom, não me sentia solitário e sempre, sempre tinha algo para fazer. Correr era uma emoção única, era como voar. Imaginar era a coisa mais perfeita do mundo, só precisava de uma caixa de papel e alguns brinquedos, mesmo que velhos, para inventar uma história e se divertir o dia inteiro. Hoje não, se passaram apenas 5 anos desde que eu brincava de bola na rua com muita gente (e hoje ainda com 18 anos eu brinco de bola na rua), e muita coisa mudou. Com 13 anos eu brincava de pique esconde, hoje com 13 anos postam fotos no instagram mostrando metade dos peitos, ou quase todo. Com 13 anos eu sentava na frente da tv a espera de começar o meu desenho favorito, hoje já querem assistir um romance e no final do filme dizer que quer encontrar o amor da sua vida, isso com 13 anos de idade. Com 14 anos eu nem sabia o que era gostar de alguém, eu apenas sabia que eu era homem e que queria uma menina para chamar de amor, mesmo que não encostasse nela. Hoje com 14 anos meninas ficam gravidas, meninos perdem a virgindade, se comem no meio da rua, e dizem que amam sem ao menos saber que porra é esse sentimento. Como uma criança de apenas 14 anos já sabe o que é o amor, já sabe o que quer da vida, já sabe que o menino vagabundo da sua rua é o homem que ela quer para vida toda, como? Vá brincar de boneca ou jogar bola, faz bem; Com 15 anos eu comecei a conversar com as pessoas, comecei a me interagir melhor, sair para festas, ter uma relação de mais proximidade, comecei a sentir o que é gostar de alguém. Hoje com 15 anos já tem pessoas assinando sua certidão de casamento, ou indo para o hospital para ter o seu terceiro filho. Será que sou eu o errado ou as pessoas simplesmente avançaram demais as etapas da vida? Não sei a resposta, só sei que muita coisa mudou. Hoje com 15 anos já viveram tudo, tudo que eu ainda não vivi aos 18. Eu estou ficando velho sem sequer perceber. Qualquer dia desse uma criança de 7 anos vai vim para me contar suas histórias de vida, e com certeza, serão histórias que nem eu ainda vivi. Eu nasci no século errado, eu nasci no mundo errado, ou eu sou o errado e todos estão certos. Eu não sei, mas eu queria ter 10 anos, onde se preocupava apenas com brincar, comer e dormir, não quantas curtidas vou receber na minha foto que acabei de tirar.
—  O menino Charlie. 
A distância não causa amnésia, mas a ausência gera esquecimento.
—  Enzo Menezes.
Você foi um erro que eu amei.
Deus, tô precisando de um abraço.
Descalça-me desses teus sapatos altos e me coloque de volta ao chão. Eu só preciso de um amor consistente feito um tronco, sem oscilações de nuvens e sem risco de ser levado pelo vento.
—  Fred Medeiros.  
Beije. Ame. Brigue. Sorria. Sinta. Grite. Chore. Faça amigos. A vida só é uma e passa rápido, pare de deixar pra depois.
—  Cazuza   
Sorrisos;
conversas;
piadas;
palhaçadas;
ciumes;
brigas.
Sinto falta, é, sinto sim, e muito, pensei por um momento em te deixar em meu passado, em te arrancar de meu frágil coração, por mais que eu tente, você se fixa mais em mim.
Já é tarde, já é noite e é em você que eu penso, minhas insonias, lagrimas e soluços de choros são tudo por você, esse amor já virou minha moradia, ja virou rotina. Só lhe peço que volte logo, não sei mais viver um minuto sem você.
—  Maiara Pietra Tomaz 
Não sou boa companhia, não gosto de conversar. Não quero trocar ideias – ou almas. Sou apenas um bloco de pedra para mim mesmo. Quero ficar dentro do bloco, sem ser perturbado. Foi assim desde o começo. Resisti a meus pais, resisti à escola e depois resisti a tornar-me um cidadão decente. O que quer que eu fosse, fui desde o começo. Não queria que ninguém mexesse com isso. E ainda não quero.
—  Charles Bukowski. 
Aos poucos eu percebi que se apaixonar é inevitável, e que as melhores provas de amor são as mais simples. Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que ser classificado como bonzinho não é bom. Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você. Um dia saberemos a importância da frase: “Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”. Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, e que não damos valor a isso! Que homem de verdade não é aquele que tem mil mulheres, mas aquele que consegue fazer uma única mulher feliz! Enfim… um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem de ser dito. O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras.
—  Mario Quintana. 
Mas é claro que você tem,
ou teve,
um amor tão grande que
te fez esquecer de si mesmo.
E você sabe que dói.
—  Ciceero M.  
Veja bem, meu bem; sinto te informar que arranjei alguém pra me confortar. Este alguém está quando você sai e eu só posso crer, pois sem ter você nestes braços tais. Veja bem, amor. Onde está você? Somos no papel, mas não no viver. Viajar sem mim, me deixar assim, tive que arranjar alguém pra passar os dias ruins. Enquanto isso, navegando vou sem paz. Sem ter um porto, quase morto, sem um cais. E eu nunca vou te esquecer, amor, mas a solidão deixa o coração neste leva e traz. Veja bem, além destes fatos vis, saiba, traições são bem mais sutis. Se eu te troquei não foi por maldade. Amor, veja bem, arranjei alguém chamado saudade.
—  Los Hermanos. 
É por isso que eu gosto de você. Por você me entender melhor que meus pais, por me reerguer de momentos ruins, por me acalmar quando estou enlouquecida, de aquecer meu coração quando ele esta frio, de me fazer dar valor a vida quando esqueço de viver. Gosto de você por ser tão assim, atencioso e carinhoso, por ser tão perfeito, feito pra mim. Por você cuidar, mimar, se preocupar comigo. Gosto de você porque você me faz cada dia que passa se apaixonar mais e mais por você. Gosto de você por sentir ciúme, por ser calmo, por aguentar minhas crises, revoltas e estresses do dia-a-dia. Gosto de você porque quando eu quero algo você me faz acreditar que é possível. Você me motiva a ir atrás, a encarar, a seguir em frente. Gosto porque você nunca me passa negatividade, sempre passa paz, amor, felicidade e calmaria. Me ajuda esquecer do passado e tenta fazer eu esquecer dores. Eu gosto de você desse meu jeito torto, bagunçando, desengonçado, gosto porque gosto, gosto porque amo. Gosto porque me faz se sentir feliz. Eu amo. E aprendi te amar como nunca amei ninguém. Amo você por conseguir me fazer entender que amor de verdade é contigo. Amo quando diz que nada e nem ninguém vai nos separar. Amo quando confia em mim. Amo quando me faz se sentir segura comigo mesma. Amo quando diz que sou mais linda. Amo quando diz que ama minhas manias. Amo porque amo, porque gosto. Eu gosto, eu amo, eu adoro você. E todas as formas possíveis de amor seriam poucas pra tentar te explicar. Mas o que eu mais gosto, mais amo e mais adoro em você é você por completo.
—  Seu amor, todo em mim.    
E eu sempre amei infinitamente mais a sua companhia do que qualquer companhia do mundo, mesmo eu nunca tendo demonstrado isso.
—  Tati Bernardi. 
P